arrow-sharparrowarticle-iconchevron-downcross-iconlogo-darklogo-whitemenu-leftnot-foundpolygonquiz-iconsearchstar-emptystar-fullstar-half
account-outlineaccountapp-storearrow-leftbillcartchevron-down copychevron-downclosecross-iconcube copycubefooter-applefooter-facebookfooter-instagramfooter-linkedinfooter-play-storefooter-twitterglobal-minusglobal-plushome-outlinehomelogoutmenuplay-storesearchsuccess-thumps-upterminal

Prodotto eliminato correttamente!

VISUALIZZA TUTTI I QUIZ
4.7 (118 Votos)

Tudo o que precisa de saber sobre a carta de categoria D E

Categoria DE

Candidatos à Categoria DE

INICIAR TESTE
4.7 (118 Votos)

Categoria D E - Tudo o que precisa de saber sobre a carta de condução D+E, que veículos pode conduzir e outros requerimentos

23 min. 28/03/2021 28/03/2022

Quanto maior e mais pesado é o veículo, maior é a exigência para o poder conduzir na estrada. É por isso que, à medida que a massa do veículo vai aumentando, também a necessidade de ter uma carta de condução diferente vai alterando. É por isso que existem diferentes tipos de cartas de condução, que habilitam à condução de diferentes tipos de veículos nas estradas nacionais, que vão da A até à D.

A carta de condução de categoria D+E destina-se a veículos pesados com reboques de grandes dimensões, assim como máquinas agrícolas ou industriais na mesma situação. É o caso, sobretudo, dos veículos pesados de passageiros, como autocarros, por exemplo, mas também de camiões com atrelados. É uma especialização muito importante, que habilita qualquer condutor a circular nas estradas nacionais, tanto no continente como nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, mas também nas estradas internacionais.

Para tirar uma carta de condução deste tipo é necessário já ter a carta de ligeiros e de pesados. Este é um requisito mínimo que não é possível de ser contornado. Caso seja o seu caso, então pode habilitar-se à categoria d e, até porque esta abre também novas portas a possibilidades de trabalho que podem ser bem interessantes e muito bem remuneradas. Confira então abaixo um guia completo com tudo o que necessita saber sobre este tema e sobre este documento em particular.

O que é a carta de condução categoria d e?

Obtenha a carta de condução categoria d e com a Easy Quizzz](

As cartas de condução em Portugal encontram-se divididas por categorias, que vão da letra A ao E. No entanto, cada uma delas corresponde a veículos e categorias de veículos bem diferentes. Ora vejamos, comecemos pela A, que se destina a todos os motociclos e ciclo-motores de duas rodas até uma cilindrada de 50 cm3.

No que lhe concerne, a categoria B é, provavelmente, a mais comum e é aquela que se destina aos chamados veículos ligeiros ou mesmo máquinas agrícolas, desde que não tenham mais de 3500 quilogramas. Para veículos acima deste peso bruto, os chamados pesados, destina-se a categoria C. E, por fim, a categoria D corresponde todos os veículos pesados até 17 lugares, com comprimento máximo de 8 metros e com reboque até 750 quilogramas.

Quanto à letra E, é uma espécie de extra, que pode ser complementada a qualquer uma das outras cartas de categoria B, C ou D e que tem a ver com veículos compostos com reboques de maiores dimensões. Neste caso específico, debruçámo-nos sobre a carta de condução D+E, que assim tem a ver com veículos pesados compostos por um reboque com massa superior a 750 quilos, ou então máquinas industriais até 7500 quilos com reboque ou semi-reboque.

Que veículos posso conduzir com a categoria D E?

Como já tivemos oportunidade de referir nos parágrafos acima, os detentores de uma carta de condução D+E ficam habilitados a conduzir todos os veículos pesados de passageiros com lotação acima dos 17 lugares e com reboque com massa acima dos 750 quilos. No entanto, deve ter em atenção que esse reboque só pode transportar mercadorias.

Além disso, como o candidato a esta carta de condução categoria D E tem que ser previamente detentor das cartas B e C, isso significa que, além dos veículos acima referidos, pode igualmente circular com todos os veículos dessas categorias. Ou seja, estamos a falar de veículos ligeiros, pesados e até aqueles que se deslocam em carris ou troleicarros.

Onde posso conduzir com a categoria D E?

Sendo um país membro da União Europeia, um detentor de uma carta de condução válida portuguesa pode circular na estrada em qualquer outro estado-membro. Além disso, também a Islândia, o Liechtenstein e a Noruega, países que pertencem ao Espaço Económico Europeu (comummente conhecido pelas iniciais EEE) estão abrangidos. Esta possibilidade é recíproca, ou seja, significa que os cidadãos com uma carta de condução válida nesses países também podem conduzir em Portugal de forma legal.

Se por acaso tirou a sua carta de condução categoria D E ou outra num outro país, pode sempre troca-la pela portuguesa, sem qualquer necessidade de realizar outro exame categoria D E, por exemplo. Para isso, tem um prazo de 2 anos a partir do momento em que a sua morada fiscal oficial volta a ser em território nacional. Os países em que isto pode acontecer são aqueles com quem Portugal celebrou um acordo bilateral respetivo (Brasil, Suíça, Marrocos, Andorra, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Emirados Árabes Unidos e Angola) ou os países aderentes às Convenções Internacionais de Trânsito Rodoviários. Além disso, também as cartas emitidas pela Administração Portuguesa em Macau podem ser trocadas pelas cartas de condução nacionais.

Qual a idade mínima para tirar a carta de condução D+E?

Para se habilitar à carta de condução D+E o candidato tem de ter alguns requisitos mínimos. Assim, além de ter de ser detentor da carta de categoria B e C, como já mencionamos acima, tem que ser ainda residente legal em Portugal e não ter nenhuma inibição de condução rodoviária em vigor. Além disso, tem que ter 24 anos de idade ou mais. Existe, contudo, uma exceção. Com 23 anos também pode se habilitar à carta de condução D+E, mas com uma condição: caso já seja detentor de uma carta de qualificação de motorista.

Que documentos são necessários para tirar a carta de condução D+E ?

Passe à primeira e obtenha a carta de condução D+E](

Para se inscrever na escola de condução para tirar a carta de condução D+E vai necessitar de alguns documentos oficiais. Assim, como é natural, vai precisar do seu documento de identificação, que pode ser o Cartão de Cidadão ou o passaporte. No entanto, tenha em consideração que também precisa de entregar o seu número de contribuinte, o que significa que o cartão de cidadão facilita muito mais o processo.

Além disso, precisa de entrar a sua carta de condução de categoria B e C, assim como um atestado médico atualizado, que garanta a sua capacidade física para a condução rodoviária. Precisa igualmente de um exame psicotécnico que ateste todas as suas capacidades mentais e psicológicas para conduzir. E, finalmente, necessita de juntar ainda duas fotografias originais, de tamanho tipo passe.

Tenha em atenção que os seus documentos têm de estar válidos. É muito fácil deixarmos passar a data de validade de um documento de identificação, por exemplo. É certo que hoje em dia, graças às novas ferramentas digitais, é muito mais fácil e rápido renovar o Cartão de Cidadão ou o Passaporte. Contudo, para otimizar todo esse processo, confira antes de se ir inscrever de que tem tudo o que necessita e que estão todos os documentos de identificação estão válidos.

Junte todos os documentos e poupe tempo ao inscrever-se para a sua carta de condução D+E. Como se sabe, a burocracia pode ser bastante complicada em situações deste género e tratar da papelada com antecedência pode ajudar a prevenir muitas complicações e dores de cabeça desnecessárias. Ou seja, aja com inteligência e otimize antes de mais o seu tempo. Aliás, já diz a sabedoria popular que tempo é dinheiro e esta raramente se engana.

Quanto custa tirar a carta de condução categoria D E?

Tirar a carta de condução em Portugal, como é sabido, não é propriamente barato, independentemente da categoria pretendida. No entanto, esse valor depende da escola de condução, já que diferentes instituições praticam diferentes valores. Contudo, para a carta de condução categoria D E, podemos dizer que, atualmente, este preço anda entre os 400 e os 450 euros.

A maioria das escolas facilita ainda o pagamento através de diferentes métodos, tais como crédito, prestações sem juros, etc. No entanto, é necessário ter em atenção que existem outros custos associados. A isto deve acrescentar o preço do exame de condução, que são 118 euros na tabela em vigor, mas também o exame de mecânica, que são 98 euros. Além disso, ainda necessita de pagar pelo exame de aptidão, que tem o valor de 30 euros. E, claro, deve ainda ter em conta que irá necessitar de um exame psicotécnico, que poderá ter que pagar junto do seu médico.

Qual a validade da carta de condução categoria D E?

A partir dos 65 anos de idade é proibido por lei conduzir qualquer veículo desta categoria. Ou seja, veículos de passageiros com lotação acima de 9 lugares e outros pesados da categoria D ou sub-categoria D+E estão interditos a qualquer condutor que tenha mais do que 65 anos.

Assim, até essa idade, os condutores com carta de condução categoria D E devem proceder à sua renovação de 5 em 5 anos a partir dos 40 anos de idade. Contudo, há que ter em atenção que é necessário apresentar também novo atestado médico. E a partir dos 50 anos de idade, acrescenta-se a este um atestado de avaliação psicológica também.

Que exames tenho que fazer para obter a carta de condução categoria D E?

Uma vez que o candidato a tirar carta de condução categoria D E já tem que ser detentor das categorias B e C, este está dispensado de fazer o exame de código. O que não significa que não possa e deva fazer uma reciclagem, até para recuperar alguns temas que esteja mais esquecido ou outras situações que possam entretanto ter sido alteradas ou atualizadas.

Além disso, é obrigatório o candidato efetuar 10 aulas práticas. Posteriormente, deve efetuar com aproveitamento um exame prático de condução. Obviamente que, se o candidato não se sentir ainda preparado, pode marcar mais aulas práticas. É fundamental que essa prova de aptidão e comportamento seja realizada apenas quando já se sente plenamente confortável para o fazer.

Fazer testes de forma prática, simples e rápida

A Easy Quizzz é a melhor forma de praticar para o seu exame de carta de condução categoria D E ou de qualquer outra categoria. É um site internacional que se dedica exclusivamente a este tipo de testes online, permitindo que qualquer pessoa possa testar o seu conhecimento sobre a condução e o mundo rodoviário de forma prática, simples e rápida.

Um dos truques da popularidade do site é o seu layout extremamente intuitivo, que faz com que qualquer pessoa, mesmo quem não esteja habituado a recorrer a este tipo de ferramenta digital, consiga utiliza-lo em poucos passos. Além disso, permite otimizar o seu tempo da melhor forma, já que pode ser utilizado em qualquer lado e a qualquer hora. Para isso, só precisa de um dispositivo e de uma ligação à internet.

Além disso, a Easy Quizzz disponibiliza ainda uma aplicação, para que a sua experiência mobile seja ainda mais otimizada do ponto de vista do utilizador. Não admira portanto que centenas de futuros condutores utilizem esta ferramenta para atingirem os seus objetivos e tirarem a sua carta de condução categoria D E ou outra.

O que necessita de saber no exame para obter a carta de condução D+E

O exame de condução prático da carta de condução de categoria D+E é uma prova de aptidões e de comportamento, o que significa que, de uma forma geral, o candidato tem que demonstrar conhecimento básico na verificação dos sistemas de travagem, direção e assistência do veículo, do estado das rodas, do para-brisas e dos respetivos reservatórios, por exemplo. Mas não só.

Deve também ter um conhecimento geral e básico do painel de instrumentos, especialmente do tacógrafo. Este é um aparelho instalado obrigatoriamente nos camiões, com o objetivo de registar as distâncias percorridas e a velocidade utilizada. É uma espécie de caixa negra do veículo, que pode ser conferida pelas autoridades, de forma a garantir que o condutor respeitou todas as normas de segurança e proteção exigidas pela lei nacional.

Posto isto, o candidato é posto à prova, em circulação em estrada, onde deve conseguir circular e concentrar o lancil em marcha-atrás, estacionar de várias formas, simular a entrada e slide de passageiros em segurança, atravessar cruzamentos, circular em rotundas, executar a mudança de vias em situações de trânsito e, claro, realizar uma condução económica, ecológica e sustentável, utilizando a caixa de velocidades de forma correta.

Finalmente, mas não menos importante, destaque para algumas regras de segurança específicas para quem conduz este tipo de veículo pesado. Por exemplo, no transporte de passageiros, o condutor apenas pode parar para que estes entrem ou saem nos locais indicados para o efeito. Além disso, na condução fora das cidades, com apenas uma faixa de rodagem, o condutor deve deixar uma distância de segurança de pelo menos 50 metros para com o veículo anterior. E, finalmente, ao atravessar a ponte 25 de Abril ou o Viaduto-Norte, deve sempre circular nas duas faixas mais à direita, ficando proibido de utilizar as restantes.

Categoria D E - O que é o IMT?

O Instituto da Mobilidade e Transportes, conhecido comummente pelas iniciais respetivas de IMT, é um instituto público, que apesar de estar sob a alçada do Estado, tem autonomia tanto administrativa quanto financeira. Com jurisdição sobre todo o território continental e sobre as regiões autónomas da Madeira e dos Açores, o IMT tem como objetivo regular, coordenar, fiscalizar e planear todo o sector dos transportes e respetivas infraestruturas em Portugal.

De uma forma mais particular, o IMT apoia o Governo Português no desenvolvimento, análise e implementação de políticas de mobilidade, na coordenação dos sistemas de circulação e segurança, na gestão destas infraestruturas ou na regulação do transporte público e de passageiros. No caso particular da cartas de condução categoria D E, as quais abordamos neste pequeno artigo, o IMT é precisamente a entidade responsável pela emissão das cartas de condução, garantindo ainda a sua segurança, revalidação e substituição, caso seja preciso.

O IMT é o sucessor oficial de outros institutos entretanto extintos, como o Instituto das Infraestruturas Rodoviárias, o Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos ou a Comissão de Planeamento de Emergência dos Transportes Terrestres, o que faz com que possamos dizer que a sua génese remonta ao século XIX, nomeadamente a 1852. O IMT conserva um fundo documental, que pode ser consultado por profissionais, académicos e estudiosos que procurem aqui documentação de apoio fundamental ao seu trabalho.

Dicas para tirar a carta à primeira

Tirar a carta D+E pode parecer mais fácil do que uma das outras categorias, uma vez que o candidato já passou pelo mesmo processo quando validou a carta de categoria B e de categoria C. No entanto, se no papel isso parece uma coisa, na prática é bem diferente. É que existem vários fatores exteriores que podem influenciar decisivamente o teste da carta de condução D+E.

Assim, existem algumas dicas que qualquer candidato pode seguir, de forma a aumentar as suas chances de tirar a carta à primeira. No fundo, é tudo uma questão de senso comum, mas nem sempre este é assim tão comum quanto isso. Por exemplo, apesar da carta de condução categoria D E não exigir fazer mais um teste de código, é importante que o candidato faça alguma reciclagem do assunto. Para isso, pode efetuar alguns testes da carta de condução categoria D E online, de forma simples e cómoda, já que só tem a ganhar.

Além disso, deve ir a exame apenas quando se sente confiante no domínio perfeito de todas as manobras. Se ainda não se sente confortável numa situação específica, treine até se sentir confortável tudo o que lhe pode ser pedido para realizar no dia do exame. Por isso, caso seja necessário, peça ajuda ao seu instrutor. Finalmente, avive a sua memória e não se deixe atraiçoar pelos vícios que já pode ter adquirido na condução na estrada, já que a maioria dos condutores tem a tendência em adotar uma postura de facilidade com o passar do tempo.

Caso não passe no exame da carta de condução categoria D E pode sempre repeti-lo mais tarde. Não existe um limite de tentativas para o fazer. No entanto, terá naturalmente de voltar a pagar para o repetir. E tendo em conta que este não é propriamente barato, mais vale estar bem preparado do que arriscar falhar. Daí que seja importante tomar atenção a estas dicas e conselhos práticos, que são muito simples e fáceis de seguir.

Inscreva-se já no nosso website e teste os seus conhecimentos sobre a carta de condução categoria D E!

arrow-leftcharm-refreshpark-outline-timersmall-arrow-leftuil-pen